LIMPEZA DE VIDROS: COMO FAZER?


Nesta semana a Fast Cleaning dá a conhecer algumas dicas para realizar a limpeza dos vidros da tua casa. Com materiais simples e caseiros é possível cuidar das janelas e conseguir uma vidraça limpa e transparente. Vê como é fácil limpar superfícies de pequena extensão:

- Limpeza com vinagre: faz uma solução com 250 ml de vinagre e 250 ml de água. Coloca o líquido em um frasco borrifador e humedece a superfície do vidro. Em seguida, passa um pano macio para remover a sujeira e finaliza com outro pano limpo e seco para evitar manchas. Se o cheiro do vinagre incomodar, podes acrescentar gotas de limão à solução.

- Limpeza com amaciante: dissolve 1 colher de sopa de amaciante em 400 ml de água e acrescenta 50 ml de álcool. Coloca essa mistura em um borrifador, espirra sobre a superfície e remove a sujeira com um pano. Para finalizar, passa um pano limpo e seco.

- Limpeza com limão: em um borrifador, mistura 3 colheres de sumo de limão, ½ copo de álcool e 1 colher de café de detergente neutro e 1 copo de água. O sumo de limão deve ser coado, pois não pode conter gomos ou sementes. Como nos procedimentos anteriores, borrifa sobre a superfície e passa um pano macio para remover a sujeira, depois finaliza com um pano limpo e seco.

Para limpar maiores extensões de vidro, essas mesmas soluções podem ser preparadas dentro de um balde. Basta aumentar a quantidade dos ingredientes e manter a mesma proporção. Nesse caso, o ideal é usar uma esfregona com panos permutáveis para alcançar todas as partes da vidraça ou utilizar a famosa dupla, plush e raclete.


Dica importante: não limpar os vidros sob incidência de sol, para que os produtos não sequem no vidro antes de serem removidos. Isso causa manchas e dificulta o processo de limpeza.

Essas dicas são voltadas para as pessoas que cuidam da limpeza e conservação da própria casa. Mas, se tens muitos vidros a limpar ou se deseja um serviço de limpeza profissional, a Fast Cleaning tem a solução que precisas. Entra em contato e pede um orçamento!

Redação: Juliana Belga/Intertexto

0 comentário